Viés cognitivo no UX Design: como enviesar usuários para criar melhores experiências?

Há tempos pesquisadores se dedicam a desenvolver métodos que buscam minimizar o impacto negativo dos vieses cognitivos na coleta de dados (em projetos de design, por exemplo). Entretanto, costumeiramente Designers e Pesquisadores de Experiência (UX Researches) se expõem a erros sistemáticos por não aplicarem as melhores práticas. Aqui, abordaremos três vieses cognitivos pouco lembrados e maneiras de atenuá-los. Tomamos milhares de decisões todos os dias — como dito por Rian Dutra em seu livro Enviesados —, sendo a maioria delas […]

Continue lendo

Vieses cognitivos em UX: por que todo Designer deveria saber?

Nosso cérebro não é orientado por decisões racionais, mas sim pela busca de agir de maneira rápida e eficaz, o que pode resultar em consequências desejadas ou indesejadas. Portanto, os vieses cognitivos desempenham um papel crucial nas decisões importantes que enfrentamos diariamente, podendo nos levar tanto ao sucesso quanto ao fracasso. Neste artigo, trataremos sobre viés cognitivo: o que é, por que os Designers de Experiência devem ser conhecedores dos diferentes vieses cognitivos (muitas vezes chamados de gatilhos mentais, mesmo […]

Continue lendo

Medo & Design Comportamental: medo do usuário, vieses cognitivos e dark patterns

“Nesta sexta-feira 13, que tal falarmos sobre medo? Sabia que o medo interfere muito na nossa tomada de decisão? Vou só pincelar neste assunto, porque aqui só tenho 1 minuto. Mas, como designer ou head de algum negócio, você vai querer saber como o medo do usuário pode afetar consideravelmente os resultados de uma startup — seja para o bem ou para o mal. Existe o Viés de Negatividade: concentramos e nos atentamos mais às coisas ruins dos que às […]

Continue lendo

Chuva, cores, Psicologia e UX Design – Psicologia das cores

“Qual é a importância das cores no design de um produto? Pense nas cores como a chuva. Ela traz um frescor ao clima. Molha nossas plantações. Traz vida ao lugar em que ela chega. Pode transformar a seca em um lugar produtivo, fértil. Por outro lado, chuva em excesso pode ter efeito reverso. No jardim, as plantas perdem nutrientes e a raiz apodrece. O trânsito fica caótico. Acontecem enchentes, principalmente em locais que não estejam preparados para receber tanta água. […]

Continue lendo