Design de Experiência e o comportamento do usuário: como projetar para criar hábitos com vieses cognitivos

Desenvolver uma experiência empática exige mergulhar completamente na vida do público-alvo. Seguindo o princípio do profissional de UX de “caminhar uma milha com os sapatos do seu usuário”, o Designer deve recorrer a entrevistas, personas, casos de uso, fluxos de usuário, mapas de jornada, grupos focais, entre outras técnicas, na tentativa de conhecer mais a fundo as pessoas que ele deseja influenciar. Mas e quanto aos diferentes tipos de personalidade? O que realmente motiva as pessoas? O que elas de […]

Continue lendo

Design como ferramenta para influenciar o comportamento humano e decisões do usuário

O aperfeiçoamento da comunicação empresarial representa um dos principais pilares para o sucesso de uma marca em qualquer contexto. Compreender como determinados aspectos da Psicologia podem interagir nesse ambiente torna-se vital para lidar com o público. Fisgar a mente do cliente sempre foi um fator determinante no crescimento de uma empresa. Isso implica não apenas se posicionar diante do público, mas também criar uma série de gatilhos mentais que influenciem seu consumo. Ao estabelecer uma imagem sólida e oferecer uma […]

Continue lendo

UI Otimista: como melhorar a experiência do usuário com interfaces inteligentes e intuitivas (Optimisc UI)

Design de Interface do Usuário Otimista é um tema pouco abordado na comunidade. Neste artigo, apresentaremos os conceitos nos quais ele se baseia e citaremos alguns exemplos. Antigamente Muito tempo atrás, a maioria das interfaces da web carecia completamente de otimismo. Uma interação com um botão, por exemplo, poderia seguir uma sequência como essa: Esse cenário é previsível e relativamente à prova de erros: o usuário percebe que a ação foi solicitada ao servidor (o estado desativado do botão revela […]

Continue lendo

O papel fundamental da Psicologia Aplicada no UX Design

O Design de Interface do Usuário (UI) e da Experiência do Usuário (UX) tornaram-se elementos essenciais no desenvolvimento de produtos e serviços digitais bem-sucedidos. Essas duas disciplinas vão além da estética e funcionalidade, adentrando nos complexos aspectos da Psicologia humana. Para elaborar Designs intuitivos, atraentes e Centrados no Usuário é imprescindível compreender como as pessoas percebem, processam e interagem com a tecnologia. Neste artigo, abordaremos a relevância da Psicologia no UX/UI Design e como ela molda a criação de experiências […]

Continue lendo

Paradoxo da escolha no UX Design

Quem nunca se sentiu sobrecarregado diante de uma ampla variedade de opções? Por exemplo, ao comprar novos óculos. São tantos modelos disponíveis. Em dado momento todos começam a parecer iguais, deixando a escolha muito mais difícil. Desde situações simples, como escolher uma refeição em um restaurante, até decisões mais complexas, como planejar uma carreira, a grande quantidade de opções que temos na sociedade atual pode ser impressionante. Este fenômeno é conhecido como o Paradoxo da Escolha e predomina cada vez […]

Continue lendo

Por que UX Designers devem aprender psicologia aplicada e vieses cognitivos?

E quando os usuários não agem conforme o esperado pelo Designer? Ele tenta persuadi-los a realizar alguma ação por meio do seu Design (como se cadastrar, compartilhar um conteúdo ou comprar seu produto), mas os resultados são desastrosos. Ou decide traçar um roteiro para que sejam conduzidos pelo site, porém acabam tomando uma direção diferente da planejada. Ou se empenha para chamar a atenção deles, mas simplesmente ignoram. Se a intenção é influenciar e guiar os usuários através de seus […]

Continue lendo

O que é Behavioral Design e criação de hábitos em usuários

Empresas de tecnologia que desenvolvem produtos avaliam constantemente o envolvimento do usuário. Gerentes de produto, profissionais de Marketing e Designers são conhecidos por ficarem de olho em painéis que rastreiam logins e se preocuparem especialmente com métricas de atividade diária. As empresas utilizam essas métricas de engajamento como um “proxy” (indicador indireto) para compreender se os usuários estão realmente obtendo benefícios com o produto e se continuarão pagando por ele. No entanto, essa ênfase exagerada no engajamento não só prejudica […]

Continue lendo

Leis da Psicologia Aplicadas a UX

A Interface do Usuário (UI) e a Experiência do Usuário (UX) não se limitam mais apenas à estética e funcionalidade. Agora, giram em torno da aplicação dos princípios psicológicos que influenciam nosso comportamento, emoções e processos de tomada de decisão. Neste artigo, explicaremos o papel da Psicologia no UI/UX Design, desvendando a ciência envolvida na construção da satisfação e do engajamento do usuário. O Poder das Primeiras Impressões – Psicologia das Cores O ditado “a primeira impressão é a que […]

Continue lendo

Human-Centered Design: falhas no processo de Design Centrado no Usuário

Embora o processo de Design Centrado no Usuário (DCU) tenha contribuído muito para o desenvolvimento de produtos na última década, nesta postagem destacaremos suas principais falhas e apresentaremos uma abordagem alternativa para os Designers. Falhas no processo de Design Centrado no Usuário Examinaremos duas falhas presentes no processo de Design Centrado no Usuário: 1 – O DESIGN CENTRADO NO USUÁRIO SUBVALORIZA CONHECIMENTOS PRÉVIOS O processo de DCU enfatiza excessivamente o papel do Designer na inovação, priorizando a geração de ideias […]

Continue lendo

5 vieses inconscientes no UX Design que afetam a memória e percepção dos usuários

O que são Vieses em UX Um Viés é uma preferência ou predisposição contra algo com base em informações limitadas. Assemelha-se a formar uma opinião sobre uma pessoa antes de realmente conhecê-la. Todos fazemos prejulgamentos, e muitas vezes inconscientemente. Embora seja impossível eliminá-los completamente, podemos nos conscientizar deles e trabalhar para superá-los. Tratando-se de UX, essa assimilação é fundamental para o sucesso do produto e o desenvolvimento profissional do Designer. Caso contrário, os Vieses serão um grande entrave. Apresentaremos a […]

Continue lendo

Princípios da Economia Comportamental aplicados no UX Design

O UX Design tem o objetivo de criar uma experiência digital relevante e significativa para os usuários, ou seja, busca desenvolver um produto que não seja frustrante para eles. É imprescindível para o design de produtos digitais, como sites, aplicativos móveis, dashboards, templates de email marketing e várias outras aplicações que envolvem interação humana, compreensão da tomada de decisão das pessoas e Economia Comportamental. O casamento entre o Design de Experiência do Usuário e a Economia Comportamental é perfeito. A […]

Continue lendo

UX Design e Economia Comportamental: qual relação?

O que é Economia Comportamental A Economia Comportamental nasce da interseção entre Psicologia e Economia Tradicional, examinando o processo de tomada de decisão dos indivíduos. De forma similar ao Design de Experiência do Usuário, a Economia Comportamental considera irracional a tomada de decisão individual e busca entender como as pessoas fazem suas escolhas. Como a Economia Comportamental se relaciona com o UX Design O emprego dos princípios da Economia Comportamental pode auxiliar os UX Designers na criação de experiências eficazes, […]

Continue lendo

Como vieses cognitivos afetam as decisões dos designers

Os Designers utilizam frequentemente os princípios da psicologia e da economia comportamental para criar interfaces que conduzem os usuários na direção desejada. Entretanto, esses mesmos fenômenos psicológicos que influenciam as decisões dos usuários também afetam a maneira como os Designers fazem suas escolhas, uma vez que também são seres humanos. Grande parte das decisões de Design de Experiência do Usuário depende amplamente do contexto envolvido. Sendo assim, os UX Designers são particularmente suscetíveis ao Viés de Enquadramento. Por definição, um […]

Continue lendo

A psicologia por trás do design da casa do BBB 24 (Big Brother Brasil 2024)

As decorações exuberantes da Casa do Big Brother Brasil 24 provoca reflexões sobre o impacto psicológico das cores no nosso dia a dia. Como essa mescla aparentemente desordenada de tons pode afetar o estado mental dos participantes? A Psicologia das Cores Cada cor evoca uma emoção, influenciando o nosso cérebro de maneiras distintas. Não é por acaso que a Casa do BBB 24 comporta aquelas cores; cada tonalidade foi cuidadosamente selecionada para gerar um ambiente que influencia o humor dos […]

Continue lendo

Como a Economia Comportamental ajuda a aumentar a conversão no Design?

A Experiência do Usuário é muito importante para atrair novos usuários e aumentar a fidelização. Quando o objetivo é a otimização da taxa de conversão, deve haver um equilíbrio entre estética aprimorada, acesso à informação e navegação fluida. Nesse momento, o Designer precisa ter em mente que para fidelizar os usuários é necessário compreender os objetivos e o comportamento deles. Adicionalmente, aprender sobre os vieses cognitivos e os processos que impulsionam o comportamento humano pode ajudá-lo a direcionar os usuários […]

Continue lendo

Por que o governo da Índia baniu 13 Padrões Sombrios (Dark Patterns) no UX Design de lojas virtuais

O governo da Índia, em conformidade com as diretrizes emitidas pela Autoridade Central de Proteção ao Consumidor (CCPA), proibiu a utilização de “Padrões Sombrios” em plataformas de comércio eletrônico. Essa medida tem como objetivo proteger os interesses dos consumidores, uma vez que tais práticas em sites visam enganar os usuários ou manipular suas escolhas. As intituladas “Diretrizes para Prevenção e Regulação de Padrões Sombrios” são aplicáveis a todas as plataformas que oferecem produtos e serviços na Índia, incluindo anunciantes e […]

Continue lendo

5 exemplos de princípios da Economia Comportamental aplicados no UX Design

A Economia Comportamental (EC) é uma área de pesquisa dedicada a compreender como os indivíduos tomam decisões, analisando aspectos psicológicos, comportamentais, emocionais e sociais. Diferentemente das teorias econômicas tradicionais, a EC postula que agimos de maneira irracional, implicando que a tomada de decisão vai além de meramente disponibilizar informações precisas e esperar que as pessoas ajam de acordo. Os Designers estão cientes de que as pessoas nem sempre se comportam conforme afirmam. Perceber essa realidade é essencial para a prática […]

Continue lendo

Por que os Padrões Sombrios (Dark Patterns) são perigosos no Design e por que foram proibidos na Índia

Padrões Sombrios consistem em estratégias enganosas de Design de Interface do Usuário utilizadas por plataformas digitais com o intuito de influenciar os usuários a fazerem escolhas que, de outra maneira, não fariam. Essas técnicas ilusórias são amplamente difundidas, abrangendo desde sites de notícias populares até aplicativos de entrega de comida. Praticamente todos os serviços online incluem algum tipo de tapeação ou manipulação do usuário para maximizar seus lucros. Diante dessa situação, com base na Seção 18 da Lei de Proteção […]

Continue lendo

Como a Economia Comportamental é útil no Design de Experiência – Vieses cognitivos no UX Design

O que é Economia Comportamental A Economia Comportamental é um campo de estudo que investiga como a tomada de decisão das pessoas, por muitas vezes irracional, sofre influências de fatores emocionais, sociais e outros. Como os usuários nem sempre apresentam preferências estáveis ou agem de acordo com o que seria melhor para si próprios, os Designers têm a capacidade de direcionar suas decisões por meio de uma arquitetura de escolha estratégica (por exemplo, estrutura de preços). Economia Comportamental e o […]

Continue lendo

UX Design e Economia Comportamental: qual relação?

O que é Economia Comportamental A Economia Comportamental nasce da interseção entre Psicologia e Economia Tradicional, examinando o processo de tomada de decisão dos indivíduos. De forma similar ao Design de Experiência do Usuário, a Economia Comportamental considera irracional a tomada de decisão individual e busca entender como as pessoas fazem suas escolhas. Como a Economia Comportamental se relaciona com o UX Design O emprego dos princípios da Economia Comportamental pode auxiliar os UX Designers na criação de experiências eficazes, […]

Continue lendo

O que são Padrões Sombrios (Dark Patterns ou Deceptive Design)?

Geralmente, um Web Designer qualificado procura compreender as necessidades dos visitantes do site e se empenha em proporcionar-lhes a melhor Experiência do Usuário possível. Contudo, em algumas situações, empresas priorizam exclusivamente suas metas em detrimento do bem-estar de seus usuários. Essas marcas adotam estratégias enganosas de Web Design, conhecidas como Padrões Sombrios (“Dark Patterns” ou “Deceptive Design”), que são criadas para ludibriar os usuários do site em benefício próprio. Definição de Padrões Sombrios Padrões Sombrios em UX referem-se a quaisquer […]

Continue lendo

Psicologia e a Experiência do Usuário – UX Design e Psicologia Aplicada

Definida como o estudo científico da mente e do comportamento, a psicologia abrange a análise de fenômenos conscientes e inconscientes, incluindo sentimentos e pensamentos. Aprendendo sobre Psicologia em UX Design Adquirir conhecimentos em Psicologia pode ajudar os UX Designers na criação de melhores experiências do usuário. Um investimento nessa área permite aos Designers um melhor entendimento dos pensamentos, sentimentos e comportamentos dos usuários, impactando positivamente o processo de Design. O papel da Psicologia no UX Design Os UX Designers têm […]

Continue lendo

Vale a pena estudar Psicologia para trabalhar com UX Design?

O sucesso de um projeto de UX é fortemente influenciado pelo entendimento profundo das áreas de Comportamento e Cognição, pilares fundamentais da psicologia. Há casos em que, por mais que o produto seja perfeito aos olhos do UX Designer, as pesquisas indicam que os usuários não sabem como usá-lo: a interação deles não é positiva, resultando em uma jornada repleta de problemas, onde alguns comportamentos esperados simplesmente não acontecem. A resposta para essas questões pode estar em um campo além […]

Continue lendo

Como aplicar princípios da Psicologia no UX Design

1. Manter a simplicidade 2. Os humanos são sociais, logo, os usuários também são 3. Nunca esperar que os usuários pensem ou trabalhem mais 4 – Cada usuário do aplicativo tem certas limitações 5 – Usuários cometem erros 6 – Captar a atenção do usuário 7 – Os usuários estão sedentos por informação 8 – Comprometer os usuários a agir 9 – Usuários criam modelos mentais 10 – Aparência visual do aplicativo

Continue lendo

5 Vieses Cognitivos que explicam a psicologia da Black Friday

Vieses Cognitivos são padrões previsíveis de pensamento que resultam de avaliações imediatas e intuitivas. Apesar de sua utilidade em certos contextos, também podem nos conduzir a ações irracionais. Neste artigo, veremos como os grandes varejistas focam em 5 Vieses Cognitivos bastante conhecidos para gerar aquele frenesi característico da Black Friday. 1. Medo de Perder (FOMO) À medida que se aproxima a Black Friday, as lojas abarrotam as redes sociais com ofertas irresistíveis. Além disso, recebem atenção especial dos canais de […]

Continue lendo

Como vieses cognitivos afetam as decisões dos designers

Os Designers utilizam frequentemente os princípios da psicologia e da economia comportamental para criar interfaces que conduzem os usuários na direção desejada. Entretanto, esses mesmos fenômenos psicológicos que influenciam as decisões dos usuários também afetam a maneira como os Designers fazem suas escolhas, uma vez que também são seres humanos. Grande parte das decisões de Design de Experiência do Usuário depende amplamente do contexto envolvido. Sendo assim, os UX Designers são particularmente suscetíveis ao Viés de Enquadramento. Por definição, um […]

Continue lendo

Como criar e projetar melhores sites com base em vieses cognitivos

O viés cognitivo representa um erro sistemático em nossos atalhos mentais, que são associações subconscientes, crenças e julgamentos realizados em frações de segundo. Embora sejam mecanismos naturais para lidar com o excesso de informação, frequentemente resultam em lacunas na nossa compreensão do mundo. Como é impossível eliminar completamente os vieses cognitivos, cabe aos Designers reconhecê-los para aplicar seus aspectos positivos nos projetos. Vejamos seis exemplos de como os vieses cognitivos podem ser úteis na criação de sites: 1. O Efeito […]

Continue lendo

O papel da Psicologia Aplicada e vieses cognitivos na usabilidade e Experiência do Usuário

Introdução No dinâmico cenário digital, a Experiência do Usuário (UX) surgiu como um elemento essencial no êxito de produtos e serviços. Para desenvolver Experiências do Usuário primorosas, os Designers precisam conhecer sobre a psicologia humana. Compreender o modo como as pessoas pensam e agem possibilita aos Designers criar interfaces que não apenas atraiam visualmente, mas também se revelem intuitivas, eficientes e agradáveis para os usuários. Este artigo traz as diversas vertentes da psicologia humana no UX Design: A Carga Cognitiva […]

Continue lendo

A importância do Design Estratégico para negócios digitais

Os profissionais de experiência do usuário vivem um momento de reconhecimento e valorização, pois cabe a eles a importante missão de criar pontes entre as necessidades do público-alvo e a visão e objetivos da empresa. Por essa razão, o Design Estratégico é um conceito amplamente debatido na atualidade. A partir de agora, saiba mais sobre Design Estratégico: O que é Design Estratégico Trata-se de um termo empregado para descrever o conjunto de esforços direcionados à criação de uma marca, produto […]

Continue lendo

O que é Design Estratégico e como um negócio pode se tornar mais lucrativo

O Design Estratégico funciona como um verdadeiro diferencial competitivo para uma marca se sobressair no mercado, pois lhe possibilita aprimorar continuamente a experiência do usuário. Esse conceito pode gerar benefícios em todas as áreas do empreendimento, deixando a empresa ainda mais completa. Durante muito tempo, o design foi considerado meramente um enfeite, destinado apenas a criar valor estético no que era apresentado pela empresa ao usuário. Entretanto, com a transformação digital, o Design Estratégico surgiu como um elemento essencial de […]

Continue lendo

Como aplicar estratégias de Design de Serviços na empresa

O Design de Serviços é uma abordagem que se inspira nos princípios do Design para desenvolver uma experiência completa de consumo, abrangendo não apenas a venda de produtos, mas também o relacionamento e o atendimento ao usuário. As mudanças nas formas de consumo, influenciadas pela tecnologia, transformaram significativamente a relação entre empresa e usuários. Embora o produto, em si, ainda tenha seu valor, os usuários esperam que toda a experiência de compra seja satisfatória. Nesse cenário, o Design de Serviços […]

Continue lendo

Modelo Fogg: design comportamental que influencia os usuários

Quando o objetivo é modificar o comportamento dos usuários para que tomem determinada ação em um produto digital, o Modelo Fogg pode ser de grande valia. B.J. Fogg é um renomado pesquisador na área da psicologia comportamental aplicada à tecnologia, responsável pelo “Behavior Design Lab”, da Universidade de Stanford. A Base do Modelo Comportamental de Fogg Segundo o Modelo Fogg, são necessários três elementos simultaneamente para conquistar o comportamento desejado: Motivação, Habilidade e Gatilho. O modelo pode ser escrito como: […]

Continue lendo