Design de Experiência e o comportamento do usuário: como projetar para criar hábitos com vieses cognitivos

Desenvolver uma experiência empática exige mergulhar completamente na vida do público-alvo. Seguindo o princípio do profissional de UX de “caminhar uma milha com os sapatos do seu usuário”, o Designer deve recorrer a entrevistas, personas, casos de uso, fluxos de usuário, mapas de jornada, grupos focais, entre outras técnicas, na tentativa de conhecer mais a fundo as pessoas que ele deseja influenciar. Mas e quanto aos diferentes tipos de personalidade? O que realmente motiva as pessoas? O que elas de […]

Continue lendo

Design como ferramenta para influenciar o comportamento humano e decisões do usuário

O aperfeiçoamento da comunicação empresarial representa um dos principais pilares para o sucesso de uma marca em qualquer contexto. Compreender como determinados aspectos da Psicologia podem interagir nesse ambiente torna-se vital para lidar com o público. Fisgar a mente do cliente sempre foi um fator determinante no crescimento de uma empresa. Isso implica não apenas se posicionar diante do público, mas também criar uma série de gatilhos mentais que influenciem seu consumo. Ao estabelecer uma imagem sólida e oferecer uma […]

Continue lendo

UI Otimista: como melhorar a experiência do usuário com interfaces inteligentes e intuitivas (Optimisc UI)

Design de Interface do Usuário Otimista é um tema pouco abordado na comunidade. Neste artigo, apresentaremos os conceitos nos quais ele se baseia e citaremos alguns exemplos. Antigamente Muito tempo atrás, a maioria das interfaces da web carecia completamente de otimismo. Uma interação com um botão, por exemplo, poderia seguir uma sequência como essa: Esse cenário é previsível e relativamente à prova de erros: o usuário percebe que a ação foi solicitada ao servidor (o estado desativado do botão revela […]

Continue lendo

O papel fundamental da Psicologia Aplicada no UX Design

O Design de Interface do Usuário (UI) e da Experiência do Usuário (UX) tornaram-se elementos essenciais no desenvolvimento de produtos e serviços digitais bem-sucedidos. Essas duas disciplinas vão além da estética e funcionalidade, adentrando nos complexos aspectos da Psicologia humana. Para elaborar Designs intuitivos, atraentes e Centrados no Usuário é imprescindível compreender como as pessoas percebem, processam e interagem com a tecnologia. Neste artigo, abordaremos a relevância da Psicologia no UX/UI Design e como ela molda a criação de experiências […]

Continue lendo

Paradoxo da escolha no UX Design

Quem nunca se sentiu sobrecarregado diante de uma ampla variedade de opções? Por exemplo, ao comprar novos óculos. São tantos modelos disponíveis. Em dado momento todos começam a parecer iguais, deixando a escolha muito mais difícil. Desde situações simples, como escolher uma refeição em um restaurante, até decisões mais complexas, como planejar uma carreira, a grande quantidade de opções que temos na sociedade atual pode ser impressionante. Este fenômeno é conhecido como o Paradoxo da Escolha e predomina cada vez […]

Continue lendo

Por que UX Designers devem aprender psicologia aplicada e vieses cognitivos?

E quando os usuários não agem conforme o esperado pelo Designer? Ele tenta persuadi-los a realizar alguma ação por meio do seu Design (como se cadastrar, compartilhar um conteúdo ou comprar seu produto), mas os resultados são desastrosos. Ou decide traçar um roteiro para que sejam conduzidos pelo site, porém acabam tomando uma direção diferente da planejada. Ou se empenha para chamar a atenção deles, mas simplesmente ignoram. Se a intenção é influenciar e guiar os usuários através de seus […]

Continue lendo

O que é Behavioral Design e criação de hábitos em usuários

Empresas de tecnologia que desenvolvem produtos avaliam constantemente o envolvimento do usuário. Gerentes de produto, profissionais de Marketing e Designers são conhecidos por ficarem de olho em painéis que rastreiam logins e se preocuparem especialmente com métricas de atividade diária. As empresas utilizam essas métricas de engajamento como um “proxy” (indicador indireto) para compreender se os usuários estão realmente obtendo benefícios com o produto e se continuarão pagando por ele. No entanto, essa ênfase exagerada no engajamento não só prejudica […]

Continue lendo

Leis da Psicologia Aplicadas a UX

A Interface do Usuário (UI) e a Experiência do Usuário (UX) não se limitam mais apenas à estética e funcionalidade. Agora, giram em torno da aplicação dos princípios psicológicos que influenciam nosso comportamento, emoções e processos de tomada de decisão. Neste artigo, explicaremos o papel da Psicologia no UI/UX Design, desvendando a ciência envolvida na construção da satisfação e do engajamento do usuário. O Poder das Primeiras Impressões – Psicologia das Cores O ditado “a primeira impressão é a que […]

Continue lendo

Human-Centered Design: falhas no processo de Design Centrado no Usuário

Embora o processo de Design Centrado no Usuário (DCU) tenha contribuído muito para o desenvolvimento de produtos na última década, nesta postagem destacaremos suas principais falhas e apresentaremos uma abordagem alternativa para os Designers. Falhas no processo de Design Centrado no Usuário Examinaremos duas falhas presentes no processo de Design Centrado no Usuário: 1 – O DESIGN CENTRADO NO USUÁRIO SUBVALORIZA CONHECIMENTOS PRÉVIOS O processo de DCU enfatiza excessivamente o papel do Designer na inovação, priorizando a geração de ideias […]

Continue lendo

João Silva quer que todos sejam automaticamente doadores de órgãos — Opção Padrão no Design para mudança de comportamento

Por que o pedido do filho do Faustão poderia realmente revolucionar a doação de órgãos no Brasil? É com a mesma técnica usada num importante Design de Formulário que foi capaz de gerar uma mudança no comportamento de milhões de pessoas na Europa. João Silva quer que a lei mude para que todos sejam automaticamente doadores de órgãos — a menos que decidam não ser. Doação presumida. Num estudo sobre doação de órgãos na Europa [1], perceberam que parte dos […]

Continue lendo

3 dicas de Psicologia aplicada ao Design para criar melhor Experiência do Usuário

Ponha-se no lugar de um usuário que tem a intenção de comprar um carro pela internet, já tendo definido seu valor, marca e modelo. Ao pesquisar na web, não é difícil imaginar uma preferência por sites que contenham categorização adequada e opções adicionais de filtragem, em detrimento a outros que, por mais que possam oferecer bons negócios, apresentem uma sobrecarga de informações, tornando a navegação confusa e cansativa. Trata-se de um conceito da psicologia cognitiva chamado carga cognitiva, que se […]

Continue lendo

8 livros de Design, Psicologia e Negócio para comprar no Amazon Prime Day (Julho 2023)

1. Rápido e devagar (Daniel Kahneman) Livro fundamental para quem deseja entender sobre como o comportamento e mente humana interferem nas decisões. É um livro super divertido, não. Mas, importante. Comprar com 53% de desconto: https://amzn.to/46L8YYn 2. Comece pelo porquê (Simon Sinek) É um bom livro (não ótimo rs) para refletir sobre nosso propósito e como colocá-lo em prática. Comprar com 46% de desconto: https://amzn.to/46MMKFo 3. Projeto de Produto (Mike Baxter) Clássico que todo designer deveria ter. Li na faculdade, […]

Continue lendo

Como aumentar a taxa de conversão de landing pages e sites com o Modelo Lift de Chris Goward

Realizar uma análise de navegação de sites e lojas virtuais é uma das maneiras mais eficazes de desenvolver estratégias para aumentar a taxa de conversão de um site. Isso envolve a exploração do site com a simulação de todos os possíveis caminhos pelos quais os usuários seguiriam ao visitá-lo. No entanto, para uma análise mais precisa, é recomendado o uso de modelos que possam orientar o processo e identificar áreas de melhoria com maior potencial de impacto. Um desses é […]

Continue lendo

Modelo LIFT: o que é e como pode ajudar a aumentar a conversão de páginas de venda (landing pages)

Em 2009, Chris Goward introduziu o Modelo LIFT® como uma estrutura para analisar experiências na web e em dispositivos móveis, além de desenvolver hipóteses para testes A/B. Atualmente, é uma das estruturas de otimização de conversão de landing pages mais populares entre as maiores empresas do mundo. Segundo Chris Goward, “tem tudo a ver com se colocar no lugar do cliente em potencial e apresentar ideias que resolverão suas necessidades”.  O Modelo LIFT® O Modelo LIFT® avalia as experiências sob […]

Continue lendo

Princípios de Psicologia no UX Design para influenciar a decisão de compra dos usuários

As ações das pessoas nem sempre são racionais, pois o cérebro humano possui diversos “atalhos programados” (heurísticas) para tomada de decisões. Conceitualmente, viés cognitivo é um padrão sistemático de desvio ou distorção na forma como interpretamos e tomamos decisões com base em informações. Ocorre devido a processos mentais automáticos e inconscientes, influenciando nossa maneira de pensar e agir. Dessa maneira, as empresas podem aproveitar os vieses cognitivos em suas estratégias de design e marketing para impactar, persuadir e convencer os […]

Continue lendo

Viés cognitivo em UX: como o Designer pode criar sites e aplicativos para enviar os usuários

Equipes de design e marketing recorrem frequentemente aos princípios da psicologia para estabelecerem diretrizes eficazes e aumentar seu conhecimento sobre os usuários. O conceito de viés cognitivo está em ascensão e mostra-se cada vez mais popular no campo do UX Design, como discutido no livro “ENVIESADOS”, de Rian Dutra. Muitos designers se aprofundam nos vieses cognitivos a fim de compreender melhor a maneira como os usuários pensam e interagem com produtos, pois, com base nesses padrões de pensamento (vieses e […]

Continue lendo

Viés da Reciprocidade no UX Design: como usar a psicologia do usuário no Design de Experiência

A Reciprocidade é um dos princípios básicos da psicologia social e, segundo ela, os humanos retribuem o que recebem de outros, em muitas situações. A reciprocidade pode acontecer em muitos cenários. Por exemplo, receber uma amostra grátis pode encorajar as pessoas a comprar o produto ou contratar o serviço, pois podem sentir ou ter a percepção de que devem retribuir a um favor vivenciado no passado. Assim, o designer também pode usar o Princípio da Reciprocidade a seu favor no […]

Continue lendo

3 teorias da Psicologia Cognitiva para melhorar projetos de UX Design

Há uma forte ligação entre Psicologia e UX Design (Design de Experiência do Usuário) — mesmo que poucos designers estudem sobre Psicologia Aplicada e Cognitiva. Afinal, um projeto de Experiência do Usuário (UX) requer, antes de tudo, entender os humanos, seus desejos, necessidades, expectativas e também prevê-las. Neste artigo, serão apresentadas 3 teorias da psicologia cognitiva que podem ajudar os designers de UX a gerenciar a experiência do usuário e criar produtos de forma a guiá-lo ao resultado que desejam. […]

Continue lendo

Psicologia das cores no UX Design: como as cores afetam a percepção e comportamento dos usuários

A cor é uma ferramenta imprescindível para todo designer. Estudos na área mostram que um usuário demora 90 segundos para formar uma opinião sobre um produto, sendo influenciado pelas cores em 90% das vezes. A cor está muito além de apenas uma questão de estética dos desings, desempenhando um papel fundamental no impacto emocional e cognitivo de produtos digitais sob percepção do usuário. Psicologia das Cores e Associações Cor-Emoção As cores são capazes de estimular emoções nos humanos. Tradicionalmente, algumas […]

Continue lendo

Como aplicar a Psicologia Cognitiva e Comportamental no UX Design

Como a área de UX (“User Experience”, “Experiência do Usuário”) abrange a interação do usuário com produtos, sistemas ou serviços, a psicologia pode ser uma disciplina importante para os designers, pois através dela, mesmo não possuindo a Psicologia em sua formação acadêmica, é possível compreender melhor o comportamento das pessoas. Há várias maneiras de envolver conceitos da Psicologia Cognitiva e Comportamental em projetos de UX Design. Este artigo abordará conceitos sobre o livro “Think like a UX Researcher” (“Pense como […]

Continue lendo

Por que comentamos, curtimos e compartilhamos nas redes sociais? Teoria das Janelas Quebras no UX Design

Tá vendo este balão? — Rian pergunta no vídeo e aponta para o balão de comentário do Instagram, TikTok ou Youtube. Coloquei dois comentários aqui dentro. E qual a relação desse balão de comentários com janelas quebradas de casas abandonadas?! A psicologia por trás do design do balão é a seguinte: a simples noção de que há comentários aqui, pode ativar a nossa necessidade de nos conectar com outros. Efeito de visibilidade social. A gente gosta de se aparecer pros […]

Continue lendo

Usando a Psicologia aplicada como estratégia de Growth aliada ao UX Design

Para construir um produto digital de sucesso (ex: site, aplicativo), é necessário entender seus usuários e clientes. Sendo assim, os atuais Designers de Experiência Humana e Designers de Crescimento (Growth Designers), através das ciências cognitivas e psicologia comportamental, buscam antecipar os comportamentos do usuário e aprender sobre vieses cognitivos que afetam as tomadas de decisões das pessoas. Vieses cognitivos são pré-julgamentos que influenciam no processamento de informações. Durante anos, psicólogos identificaram vários deles em nossos comportamentos em diferentes situações, incluindo […]

Continue lendo

A prática do Design de Crescimento (Growth Design) para gerar mais conversão de leads e vendas

Generalistas em certas áreas, os Designers de Produto (Product Designers) trabalham em um produto ou serviço e se preocupam com a experiência do usuário, procurando resolver os seus possíveis problemas. Por outro lado, os Designers de Crescimento (Growth Designers) focam tanto em seu impacto dia a dia, semana a semana, mês a mês, quanto na experiência do usuário. Entendem como usar os dados e procuram reduzir o risco de suas soluções de design com evidências (baseadas em Pesquisas do Usuário).  […]

Continue lendo

Como criar designs para gerar Viés de Ancoragem como estratégia de Growth (Crescimento)

Uma das melhores maneiras de convencer alguém a comprar certos produtos é compreender sua psicologia. Conhecendo como funciona a mente humana, Designers de Experiência e profissionais de Marketing podem ser mais eficientes nas estratégias de venda de seus produtos e serviços. Nesta postagem, será apresentado um viés cognitivo — muitas vezes chamados de gatilhos mentais erroneamente — que pode ajudar profissionais da área a fechar mais negócios: o viés de ancoragem. Entendendo o Viés de Ancoragem O viés de ancoragem […]

Continue lendo

No design, uma explicação para tudo existe — Por que Mickey usa luvas? Por que elevadores têm espelhos?

Uma luva branca num rato preto humanoide nunca deveria ser apenas uma luva branca num rato preto humanoide. Por que Mickey usa luvas? Por que elevadores têm espelhos? Por que o carrossel de filmes da Netflix mostra o último apenas parcialmente? Por que ChatGPT mostra a resposta letra por letra? Por que o “x” está sempre no lado direto (exceto no Mac)? O design tem de ter uma intenção. Para a primeira pergunta, há uma explicação: ganhar contraste. O corpo […]

Continue lendo

Como verificar se uma copy (texto) é persuasivo em landing page ou sites?

É possível obter insights sobre a persuasividade dos textos (copies) de landing pages e sites por meio de entrevistas com usuários durante o processo de pesquisa de experiência do usuário (UX Research). Embora a persuasão seja um elemento subjetivo e dependa das preferências individuais, é possível realizar perguntas e atividades específicas para avaliar a eficácia persuasiva do conteúdo. Aqui estão algumas abordagens que podem ajudar: É importante lembrar que a pesquisa com usuários (UX Research) é uma abordagem qualitativa e […]

Continue lendo

3 vieses cognitivos podem atrapalhar pesquisas de design (UX Research)?

Para que produzamos pesquisas de design confiáveis, é fundamental garantirmos que os dados e o método de coleta não sejam afetados pelo desconhecimento de vieses cognitivos, já que esses podem nos levar a conclusão enviesadas e equivocadas, podendo arruinar um projeto de design (e o negócio em si). Há uma longa lista de vieses cognitivos. Neste artigo, abordaremos três deles. 1. Efeito de Enquadramento Nossas escolhas dependem muito da maneira como nos é apresentada. Por exemplo, em uma pesquisa sobre […]

Continue lendo

Vieses cognitivos aplicados ao UX Design: como o design persuasivo traz mais resultados?

O design persuasivo usa uma compreensão do comportamento humano para influenciar a tomada de decisões. Tem se tornado mais muito comum em vendas de produtos e serviços pela internet, além de ser também empregado em melhorias de experiências em produtos e serviços digitais pela web. Também, em dispositivos vestíveis (ex: relógios, fones de ouvido, óculos de realidade aumentada). Há uma linha tênue entre o “design enganoso” e o uso da arte da persuasão para criar atrativos ao usuário, o que […]

Continue lendo

3 erros de UX Design no site da Maíra Cardi (Seca 360) – Vieses Cognitivos no Design

Encontrei 3 problemas de design no site da Maíra Cardi. Problema 1: Só há 2 botões de ação na página, que é bem longa. Isso um Matador de Conversão! Coloque um botão após cada objeção ou argumento, e um também no fundo da página. Aliás, o botão mais importante não é claro: “Fazer o upgrade…”. Upgrade de quê? Preciso ser cliente para querer diminuir minha barriguinha? Viés da Ambiguidade [1]. Na ausência de clareza, buscamos algo mais certo [2]. Problema […]

Continue lendo

Viés cognitivo no UX Design: como enviesar usuários para criar melhores experiências?

Há tempos pesquisadores se dedicam a desenvolver métodos que buscam minimizar o impacto negativo dos vieses cognitivos na coleta de dados (em projetos de design, por exemplo). Entretanto, costumeiramente Designers e Pesquisadores de Experiência (UX Researches) se expõem a erros sistemáticos por não aplicarem as melhores práticas. Aqui, abordaremos três vieses cognitivos pouco lembrados e maneiras de atenuá-los. Tomamos milhares de decisões todos os dias — como dito por Rian Dutra em seu livro Enviesados —, sendo a maioria delas […]

Continue lendo

Como criar experiência memorável com UX Design com Efeito de Geração (efeito psicológico)

Encontrei uma forma no Design para fazer o usuário ter uma experiência mais memorável, e eu quero fazer um experimento contigo. Primeiro, pegue uma caneta e escreva essas palavras num papel. Pause o vídeo pra isso. Depois de escrever as palavras, joga o papel fora! Voltando para o design, se você quiser marcar a memória dos usuários, mostre conteúdos personalizados com base nos interesses deles. Isso vai incentivá-los a explorar novos conteúdos, aumentando o tempo de uso no aplicativo. [na […]

Continue lendo

Vieses cognitivos em UX: por que todo Designer deveria saber?

Nosso cérebro não é orientado por decisões racionais, mas sim pela busca de agir de maneira rápida e eficaz, o que pode resultar em consequências desejadas ou indesejadas. Portanto, os vieses cognitivos desempenham um papel crucial nas decisões importantes que enfrentamos diariamente, podendo nos levar tanto ao sucesso quanto ao fracasso. Neste artigo, trataremos sobre viés cognitivo: o que é, por que os Designers de Experiência devem ser conhecedores dos diferentes vieses cognitivos (muitas vezes chamados de gatilhos mentais, mesmo […]

Continue lendo