O segredo do UX Design sedutor: estratégias no design visual e Viés de Contorno

Entendendo o Viés do Contorno Nossa inteligência tende naturalmente a classificar objetos de acordo com sua forma ou contorno. Isso ocorre porque o cérebro humano está programado para reutilizar rapidamente informações visuais, e essa categorização possibilita um processamento mais ágil e eficaz. No entanto, essa predisposição também pode nos levar a negligenciar características individuais e fazer julgamentos incorretos sobre objetos com base apenas em sua silhueta. Estudos evidenciam o impacto do Viés de Contorno na percepção Diversos estudos demonstraram como […]

Continue lendo

O que é o Efeito bouba/kiki e como afeta a percepção do usuário – UX Design e Psicologia Aplicada

Efeito Bouba/Kiki no UX Design

O Efeito Bouba/Kiki refere-se a uma experiência conduzida originalmente por Wolfgang Kohler em 1929, recriada de forma mais abrangente por V.S. Ramachandran e Edward Hubbard em 2001, 72 anos depois. Ambos os experimentos fizeram a mesma pergunta aos participantes: “Qual dessas formas é Bouba e qual é Kiki?”. 95% deles associaram a imagem com cantos mais pontiagudos a Kiki e a imagem com cantos mais suaves/arredondados, a Bouba. Ramachandran e Hubbard argumentaram que, devido à forma pontiaguda da figura da […]

Continue lendo

UX Design que influencia os usuários: como projetar para experiências incríveis

Para que um aplicativo tenha sucesso, é preciso que seu design seduza os usuários. Utilizaremos o aplicativo iLike como um exemplo de Design de Interação Sedutora eficaz: Gamificação refere-se à estratégia de incorporar elementos de design de jogos e princípios de jogos em outros contextos diferentes. Normalmente esses elementos são empregados para melhorar o envolvimento do usuário, a produtividade organizacional, o fluxo, a aprendizagem, a utilidade dos sistemas e muito mais. A gamificação também pode aprimorar a capacidade de um […]

Continue lendo

Regras de usabilidade para blogs e textos longos — UX da “leiturabilidade” (readability)

Neste artigo, serão abordados alguns dos princípios gerais sobre comprimentos de linha de texto e legibilidade. Para a legibilidade de um texto, é fundamental ter a quantidade correta de caracteres em cada linha. A largura do texto não deve ser definida apenas pelo Design da Interface (UI Design); a facilidade dos usuários em lê-lo também é um fator crucial. Emil Ruder, um designer gráfico suíço de meados do século XX, conduziu uma investigação sobre comprimento de linha e legibilidade. Ele […]

Continue lendo

3 dicas de Psicologia aplicada ao Design para criar melhor Experiência do Usuário

Ponha-se no lugar de um usuário que tem a intenção de comprar um carro pela internet, já tendo definido seu valor, marca e modelo. Ao pesquisar na web, não é difícil imaginar uma preferência por sites que contenham categorização adequada e opções adicionais de filtragem, em detrimento a outros que, por mais que possam oferecer bons negócios, apresentem uma sobrecarga de informações, tornando a navegação confusa e cansativa. Trata-se de um conceito da psicologia cognitiva chamado carga cognitiva, que se […]

Continue lendo

Princípios de Psicologia no UX Design para influenciar a decisão de compra dos usuários

As ações das pessoas nem sempre são racionais, pois o cérebro humano possui diversos “atalhos programados” (heurísticas) para tomada de decisões. Conceitualmente, viés cognitivo é um padrão sistemático de desvio ou distorção na forma como interpretamos e tomamos decisões com base em informações. Ocorre devido a processos mentais automáticos e inconscientes, influenciando nossa maneira de pensar e agir. Dessa maneira, as empresas podem aproveitar os vieses cognitivos em suas estratégias de design e marketing para impactar, persuadir e convencer os […]

Continue lendo

Erros de UX Design: aplicativo do Twitter – Vieses Cognitivos e Psicologia aplicada ao Design

“Encontrei 3 problemas de design e experiência no Twitter. Problema 1: Contas fake. É só entrar num tweet que parece que estou numa festa à fantasia: um monte de gente usando máscara e opinando mais que Léo Dias. Até Elon Musk já reclamou. Até 20% das contas podem ser falsas. Perigoso. As pessoas mudam quando são anônimas. Efeito de desinibição online: quando abandona sua identidade, as restrições ao seu comportamento normal também desaparecem.

Continue lendo

Erros de UX Design: análise do site da Vibrio, sexy shop de Malu Perini e Dani Noce — Psicologia aplicada a UX

“Encontrei 3 problemas de design no site da Vibrio, sexy shop da Malu Perini, Dani Noce, e Raul Sena. Primeiro erro: entrei no site e cliquei em “Primeira Vez?”. Então, eu me deparei com esse produto diferente, um bastãozinho, mas não sei pra que serve. Um dos princípios do design é “affordance”, do psicológo James Gibson, depois usado por Donald Norman: um objeto bem projetado permite que o usuário saiba para que serve, de forma intuitiva e sem explicações. Eles […]

Continue lendo

Globoplay acabou com a graça do BBB – Percepção do usuário, spoiler e Human Experience Design

“Hoje, acordei, liguei a TV e coloquei para assistir ao BBB para saber quem ficou no paredão ontem. Mas foi só eu abrir o aplicativo, que eu já vi a miniatura do vídeo com a foto de quem ficou no paredão! Ou seja, a própria Globoplay destruiu minha experiência de assistir já que me deu um baita spoiler! Quer dizer. Foi só um experimento, porque eu não assisto BBB. Nem você, né?!

Continue lendo

O poder da curiosidade no UX Design para melhorar os resultados do negócio

“Vem cá, deixa eu te mostrar. Achei uma coisa legal sobre psicologia pra te falar. Eu acho que a curiosidade é uma das nossas maiores motivações. Um bom trailer de filme pode gerar curiosidade para você querer assistir; Notificações, quando bem escritas, podem te levar a abrir o aplicativo; a capa de um livro, a vitrine de uma loja, a página inicial de um site. Quando alguém tem uma lacuna no conhecimento sobre um assunto de seu interesse, é provável […]

Continue lendo

Criando designs para usuários com ansiedade – Psicologia e Human Experience Design

“Deixa eu te falar uma coisa… ⌛ Já ficou ansioso, né? Só porque eu demorei um segundinho pra iniciar meu texto neste vídeo. Quando se trata de internet e uso de produtos, a maioria dos usuários são ansiosos e não querem perder tempo. Se um loading é demorado, ou se se o texto é muito longo, ou se a interface é difícil de usar, o usuário pode ficar ansioso e acabar desistindo de usá-lo. Imagina você mexendo em um aplicativo […]

Continue lendo

O poder psicológico do Storytelling para engajar e aumentar vendas

“Se você for no meu Instagram, vai ver que sou apaixonado por Jeep. Tem um comercial deles chamado “The middle”, que começa com uma capela no exato centro dos Estados Unidos. Fala sobre liberdade e medo. E o comercial nem mostra o Wrangler novo, mas o Willys de 1980. No final, termina com a frase “para os Estados Reunidos da America”, falando que o que nos conecta é a liberdade. Nem mostraram o carro. Contaram a história de um véi […]

Continue lendo

Como o Medo do Desconhecido, Aversão à Perda e Viés de Risco Zero podem acabar com um negócio se o UX Design for falho

“Você já foi no mercado, viu aquela geléia recém lançada, viu que parecia uma delícia, mas acabou decidindo por comprar a mesma geléia de mocotó do copinho de vidro de sempre? Um dos motivos disso acontecer é: o medo do desconhecido. “E seu comprar aquela geléia resplandecente e apetitosa que está com 10% de desconto na semana de lançamento e eu não gostar?” – hu-hum Em geral, as pessoinhas humanas têm medo de mudança e do desconhecido, principalmente quando tem […]

Continue lendo

Quais são as diferenças entre UX e CX (Experiência do Usuário e Experiência do Cliente) — Experiências Humanas com produtos e marcas

“Vídeo um pouco diferente mas necessário sobre UX e CX – Experiência do Usuário e Experiência do Cliente. Tenho visto muita gente no LinkedIn confundir UX com CX, o que me preocupa bastante. É como confundir goleiro com zagueiro. Os dois fazem de tudo para a bola não entrar no gol, mas um está entre as traves e usa as mãos e o outro confronta os atacantes com os pés. Não que eu seja expert em futebol, mas em Design […]

Continue lendo

Faça o usuário comprar mais com o efeito psicológico Cashless (Sem-Dinheiro) e melhore a UX

“Você costuma usar cartão de crédito ou dinheiro vivo? Você sabia que quanto menos a gente vê o dinheiro físico, mais tendemos a gastar? Existe um viés cognitivo – um fenômeno que acontece na nossa ‘cachola’ – chamado de efeito Cashless (efeito Sem-Dinheiro, em português). Quando tiramos o “dinheiro vivo” da nossa carteira para pagar algo, tendemos a sentir certo desconforto, chamado de ‘efeito da dor de pagamento’. Em geral, temos dificuldade em nos desprender das nossas coisas.

Continue lendo

Cegueiras psicológicas que afetam a Experiência do Usuário

“Olha que curioso. Hoje, vi um pássaro na sacada da minha casa. Ele tava cantando ali fora e, do nada, deu um rasante na porta de vidro… “ô, doido, a saída é pra lá, rapaz. Vai!” Ele bateu no vidro porque pensou que o reflexo era a própria natureza. E isso já aconteceu comigo também. Na verdade, duas vezes comigo, com a Gisele e com o Douguinho. Simplesmente, passei reto no vidro, mesmo tendo um puxador flutuante no meio do […]

Continue lendo

Tarefas repetitivas e a Experiência do Usuário

“Você já precisou fazer alguma tarefa repetitiva e desejou encontrou uma forma de agilizar tudo? Sei lá… etiquetar vários produtos para enviar pelo correio. Ou enviar uma mensagem de natal para cada um dos clientes. Ou até agendar o pagamento de dezenas de boletos de uma só vez. Ninguém gosta de fazer tarefa repetitiva.

Continue lendo

Lições do Natal para as Pesquisas de Design – Viés da Reciprocidade e Psicologia ao UX

“Natal e startup? E pesquisas de design? Que lições podemos tirar dessa época tão inspiradora para nossos projetos de design e negócios inovadores? Primeiro: Reciprocidade. Nenhuma startup se mantém de pé sem pensar no que a sustenta: o usuário. O viés da reciprocidade diz que tendemos a querer ajudar aquele a quem nos ajudou. Pense em como lucrar mas, antes, em como ajudar aquele que usa seu produto.

Continue lendo

Metaverso e a Experiência do Usuário – Psicologia da comunicação e Design

“E o metaverso? Bill Gates disse que em três anos, todas as reuniões de negócio seriam no metaverso. Sabe? Aquela realidade virtual maquiada que a antiga empresa Facebook diz ser algo revolucionário. Mas, será? Ao meu ver, nada mais é do que um tipo de realidade virtual desenvolvida de forma a nos permitir ver outras pessoas num mesmo ambiente virtual.

Continue lendo

A beleza do produto importa? Efeito Usabilidade-Estética

“O produto da sua startup é bonito? Digo, as interfaces do seu aplicativo, site, ou seja lá qual for o seu produto, elas são atraentes? Quando a pessoa começa a usar seu produto, ela diz: “uau!”? Claro, a beleza é a camada mais superficial. Entre um feio que funciona e um bonito que não, provavelmente, o feio vai perpetuar mais no mercado. Mas, quando a gente tem dois que funcionam, sendo um atraente e outro sem boa estética, é provável […]

Continue lendo